O dia em que acordei Oco.

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Acordar é um dos por menores, mas saber a hora de levantar e agir provoca no mundo uma ação em cadeia que nos deixa ansiosos pela reação…

Quando abri os olhos, olhei para o telhado vermelho e percebi que o dia havia começado… Começado ao meu redor, porque dentro de mim nada fazia sentido algum.

Era estranho e confuso, saber que estava ali, mas dentro de mim havia um vazio gritante. Eu queria apenas me encontrar e saber onde era ali? Mas será que fora tão difícil obter uma resposta para uma simples pergunta?

As tarefas, ao meu lado, estavam todas por fazer. Sabia que tudo aquilo era obrigação minha. Mas meu corpo estava vazio, como se minha alma tivesse saído e deixado uma casa vazia. E como voltar a viver naturalmente sendo que parte de mim, nada era real, não fazia nenhum sentido.

Uma sensação horrível! Um mundo rodeado por pessoas, por pessoas apenas. Tão grande volume de humanos sem humanidade. E eu que um dia questionei, me deparava semelhante aos demais.

crowd-of-people-1209630_1920

Não é isso que vim buscar na terra. Enquanto lutava com tantos outros concorrentes cheguei aqui para desfrutar da liberdade de viver, alegria de amar, a audácia de mudar, a coragem de evoluir.

EU VIM VIVER!

Tudo que posso acrescentar nessa terra, nada mais é que um pedacinho de mim, pois se o todo eu der fico mais vazio ainda. As pessoas não sabem aproveitar o pouco que dou, sempre querem mais. E por me doar tanto hoje estou vazio, fraco, sugado.

hiding-1209131_1920

Foi uma energia vampiresca. Dormir bem e acordei vazio. Fiquei encabulado com aquela situação, porque o meu sono não foi reparador! Será que foi nesse momento que minha humanidade se perdeu ou a roubaram de mim?

Será que devo voltar para cama. Talvez sim, seria uma das ideias mais agradáveis ao meu corpo. Deitar, fechar os olhos e esperar o cobertor do sono me envolver e assim quando minha humanidade aparecer irei agarra-la de forma segura e firme.

Mas se ela não souber voltar?

Se ela errar o caminho?

Então é melhor eu sair deste quarto escuro, jogar um pouco de vida em mim da cabeça aos pés; tomar nas mãos minhas ferramentas; me lembrar das habilidades que possuo; sair por aquela porta; correr em busca da minha humanidade. Minha fé depende disso.

E vai ser assim, que voltarei a sorrir sem segredos, a olhar com serenidade, a tocar sem temor e sonhar com os pés no chão.

Então, eu descobri como preencher meu vazio e você?

Tony Miranda

 

Facebook Comments
0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *